Adálvaro: Falta de repasse e mais uma obra de pavimentação paralisada?

Adálvaro: Obras na via paralisaram essa semana
Por falta de repasse no pagamento à empreiteira contratada para realizar os serviços de adequação urbana e pavimentação asfáltica da Rua Adálvaro Cavalcanti, em Santana, pode-se dizer que mais uma obra ficará dentro de um impasse sem conclusão. 

As informações circulam desde ontem (11/08) pelas redes sociais, onde trabalhadores da citada empresa, ligada ao setor de construção civil, já assinaram avisos de dispensa trabalhista. 

Ninguém confirma oficialmente os motivos da dispensa coletiva, mas funcionários – que ainda estão lotados na empreiteira e pediram para não serem identificados – alegam que a falta de repasse do Governo do Estado comprometeu consideravelmente o andamento dos serviços. 

Faixas de concreto foram retiradas há dias
“Todas as máquinas que estavam envolvidas nos serviços da (Rua) Adálvaro foram recolhidas por ordem da direção da empresa”, disse um funcionário. 

Os serviços iniciaram no final do mês de julho passado, quando houve a retirada das faixas de concreto que demarcavam uma ciclovia no meio da rua, começando no cruzamento da Avenida Santana (bairro Central) e iria terminar no cruzamento da Avenida Stélio de Oliveira (bairro Nova Brasília). 

Ao todo seriam pouco mais de 1,8km de pavimentação de pista e reordenamento urbanístico dessa via. 

No entanto, ainda essa semana, os trabalhos de retirada dessas faixas pararam no cruzamento com a Avenida Princesa Izabel, sendo possível ver os maquinários encostados em um canteiro de calçada com a Avenida das Nações. 

O pai da criança 
No início dessa semana, houve uma série de discussões nas redes sociais sobre a quem era a responsabilidade da referida obra (ou da Prefeitura de Santana ou do Governo do Estado). 

Falta de repasse seria o motivo da paralisação
Apesar de está divulgando publicamente em sua página oficial na Internet, a Prefeitura de Santana não seria a mantenedora dessa obra, mas sim o Governo Estadual que anunciou em meados de 2015 um Plano de Mobilidade Urbana para o segundo maior município do Amapá. 

De acordo com o Poder Público Estadual, cerca de 23 km de obras seriam destinadas para Santana pelo Governo do Amapá, somando um investimento de R$ 38 milhões de reais em serviços quem incluem drenagem, terraplanagem, pavimentação, meio-fio e sinalizações. 

Ainda segundo o próprio Governo do Estado, a previsão de conclusão desses serviços seria no primeiro semestre de 2018. 

Ninguém da Assessoria do Governo do Amapá e da Secretaria de Estado dos Transportes (Setrap) se pronunciaram publicamente até o momento sobre o assunto.

Comentários

Postagens mais visitadas