3ª Oficina da Parentalidade é realizada na Promotoria de Justiça de Santana

A Promotoria de Justiça de Santana, na manhã desta terça-feira (30/05), foi sede da 3ª Oficina da Parentalidade realizada pelo Governo do Estado do Amapá (GEA), através da Secretaria Estadual de Políticas Públicas para Mulheres, em parceria com o Ministério Público do Amapá (MP-AP), Tribunal de Justiça do Estado (TJAP) e o município de Santana. 

O evento que já foi realizado pelo MP-AP e TJAP, agora está sendo desenvolvido pelo Centro de Atendimento à Mulher e à Família (CAMUF), tem por objetivo instrumentalizar as famílias que enfrentam a ruptura do laço conjugal a criar uma efetiva e saudável relação parental junto aos filhos. 

O município de Santana será o próximo a realizar o evento. A dinâmica da oficina é poder realizar com os pais e filhos um programa educacional interdisciplinar para esses casais que se encontram em fase de ruptura de relacionamento, bem como para com seus filhos menores, de seis a dezesseis anos de idade, com objetivo de instrumentalizar as famílias que enfrentam a ruptura do laço conjugal a criar uma efetiva e saudável relação parental junto aos filhos. 

Para isso, o programa utiliza uma literatura que trata dos efeitos da separação e a importância dos pais e demais membros da família a buscarem maneiras saudáveis de lidar com o término do relacionamento. 

Na oficina, cuja metodologia estabelece uma sessão de quatro horas, os participantes, que buscam a Justiça para solução de seus conflitos, encontram apoio para se transformarem em protagonistas na solução de seus próprios problemas. 

Uma das coordenadoras da Oficina, a promotora de Justiça Silvia Canela, declarou que esse é mais um momento de felicidade e realização em poder efetivar esse projeto. 

“É um trabalho de muito amor para com as famílias. Como ponderado pelo presidente do TJAP, a primeira dor que sentimos é a morte, mas a segunda dor é a separação, e os filhos sofrem muito mais. Se entreguem com amor, pois eu tenho certeza que as pessoas que estão aqui amam seus filhos e acreditam na transformação de suas vidas. Obrigada pela presença e participação de todos os envolvidos”, manifestou. 

Em seguida a Secretária Estadual de Políticas para Mulheres, Aline Gurgel, agradeceu a todos os voluntários e a união das instituições para efetivar o projeto. 

“Sabemos que a maior instituição que temos nos dias atuais é a família, essa instituição nós temos que, juntos, dar todo suporte para que siga firme e construída. Não esqueçam que fomos enviados por Deus para sermos felizes e é isso que esperamos. Todos passamos por momentos difíceis, mas tenho certeza que o amor que prevalece no coração de vocês será a fonte para solucionarmos os problemas de cada família que aqui se encontra. Muito obrigada pela participação de todos”, finalizou. 

Também esteve presente dando às boas vindas aos participantes à juíza Michele Farias, titular na Vara da Violência Doméstica de Santana. 

“Aproveitem o momento, esse é um evento pensado pela equipe e destinado com todo carinho para vocês. Espero que, em breve, possamos nos ver, e nesse momento, vocês possam nos contar que a oficina surtiu efeito positivo em suas famílias”, ponderou.

Membros, magistrados, servidores e voluntários do Ministério Público, Tribunal de Justiça, Governo do Estado e município de Santana estiveram presentes efetivando e desenvolvendo as atividades desenvolvidas durante a Oficina.

Comentários

Postagens mais visitadas